Dica de filme: About Time

Isso não é só uma dica de filme, é uma ordem, veja esse filme!!! Hahahaha.

Eu já tinha visto algumas pessoas comentando sobre About Time, mas ainda não tinha tido a oportunidade de ver. Até que um belo dia abri minha página na Netflix e puf, ele tava lá, bem na minha frente, dizendo “me assista agora!”. E foi isso que eu fiz!

O filme é lindo, leve e cheio de ensinamentos e conta a história de Tim, que em seu aniversário de 21 anos, recebe a notícia do pai de que ele e todos os homens de sua família têm uma habilidade especial: eles conseguem viajar no tempo. Mas somente conseguem ir para um passado que já viveram e não para o futuro ou para uma época anterior ao seu nascimento. A partir daí começa uma história linda e envolvente.

Depois que assisti fiquei ainda mais romântica (assumo) e apaixonada pelo meu namorado. Hahaha!! E claro, com ainda mais com vontade de dizer “eu te amo” pro meu pai, mãe, irmãos…

Enfim, vocês vão perceber que a mensagem é linda e nos faz lembrar que nem sempre temos segundas chances, e por isso mesmo temos que valorizar as pessoas especiais e viver intensamente. E que as escolhas do nosso destino, somos nós que fazemos! Ufa!

Precisa dizer mais alguma coisa? Não, ne? Só assistir essa história cute, dirigida por Richard Curtis e estrelada por Domhnall Gleeson e Rachel Anne McAdams. 😉

About Time Movie Soundtrack Cover

A Garota Dinamarquesa

Esses dias tive o prazer de assistir esse filme tão tocante e comovente. O drama conta  história de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Tema forte, não?

No filme, o autor levou em consideração não somente uma história comovente e de sofrimentos extremos, como também uma forte história de amor entre Einar, pintor dinamarquês, com a personagem Gerda, incrivelmente interpretada por Alicia Vikander. Acho que foi uma das coisas mais puras que já vi, vocês vão entender que não é apenas um amor entre casal, mas sim, de companheiros de uma vida.

A Garota Dinamarquesa é um filme lindo, de transformações, que mostra toda a sensibilidade não compreendida dos transexuais que sofrem com a falta de respeito da sociedade. A fotografia e os atores estão irretocáveis!

Assistam e depois me contem o que acharam!!! 😉

 

 

Documentários que você tem que ver!

Eu amooo assistir documentários, vocês também são assim?

Selecionei cinco que eu gostei bastante, alguns que vi recentemente e outros, já há algum tempinho, juntei tudo e trouxe pra dar dica pra vocês. Espero que curtam, tanto quanto eu!!! 😉

1. Amy

“Amy” venceu o Grammy de melhor documentário de 2015. Preciso dizer mais alguma coisa? Preciso. O doc é realmente incrível, de uma profundidade sentimental que emociona do início ao fim. Faz a gente desejar que ela tivesse conseguido se livrar das drogas e do álcool todas as vezes que teve a chance. Seu talento era irretocável e sua história comove qualquer um. Vale MUITO a pena ver! Já tá disponível na Netflix!

2.What Happened, Miss Simone?

O documentário sobre Nina Simone, uma das lendas fundamentais da música americana e ativista política severa, conta a história dessa das cantora, compositora e pianista, que incrivelmente conseguiu conquistar o mundo com suas músicas e ao mesmo tempo afundar sua carreira diversas vezes. Foi uma das primeiras artistas negras a ingressar na renomada Escola de Música de Juilliard, em NY. Sua canção Mississippi Goddam tornou-se um hino ativista da causa negra.Extremamente interessante, assistam!!!

3.Woody Allen: um documentário

O documentário sobre Woody Allen aborda vários momentos da carreira do cineasta e conta com o depoimento de pessoas que fizeram parte da sua história pessoal e profissional. É um doc leve e interessante de se ver. Principalmente pra quem é fã desse gênio do cinema mundial. Também tá disponível na Netflix! 😉

 

4. Blackfish

O documentário mostra a realidade dos  grandes parques aquáticos e as consequências de manter esses animais em cativeiro. O doc gira em torno da baleia Tilikum, uma das mais importantes nos shows do Sea World, mostrando desde sua captura, em 1983, nas águas da Islândia até o dia em que assassinou sua treinadora, Dawn Brancheau. Se você acha legal e divertido aqueles espetáculos aquáticos, usando animais em cativeiro, prepare-se para mudar de ideia e ver que isso não é um show, e sim barbaridade com os animais. Também tá disponível na Netflix.